A Peculiaridade do mundo peculiar

Olá sou eu aqui de novo, nesse mundo nada peculiar onde a normalidade só serve para excluir e criar muros entre as pessoas. E com isso eu lembrei do que eu vou falar hoje, sobre a série de livros de Ranson Riggs, sobre O Orfanato da Srta Peregrine para Crianças Peculiares.

Primeiramente se imagine na pele de um adolescente americano de 16 anos de uma família de classe média teoricamente alta com pais superprotetores, que trabalha em uma das lojas rede da família, e com quase nenhum amigo, além de um outro adolescente. E o mais importante seu avô.  Essa é a vida de Jacob Portman com toda essa breve descrição acima, e um detalhe que eu esqueci de mencionar, esse jovem tem lembranças muito vívidas de sua infância em que seu maior sonho era ser um explorador pelo mundo, devido a idolatria a uma das pessoas mais importantes de sua vida. Seu avô, Abraham Portman um ex refugiado da Polônia que fugiu dos alemães, lutou na segunda guerra mundial, e que conta histórias muito legais em que crianças nada normais com habilidades peculiares fazem parte com direito a fotos e tudo.

Como o mundo acaba por nos transformar em pessoas sem graça em que toda coisa fora da normalidade é tratada como algo ridículo, Jacob acaba por esquecer do seu sonho e transformar as histórias de seu avô em meros contos de fadas.

Devido a um fato do destino Jacob, acaba por ir em busca do passado do seu amado avô e se inserindo nele de uma forma muito interessante descobrindo os mistérios do mundo e das crianças peculiares.

Eu realmente me apaixonei pelos livros da série,e seu mundo tão bem construído onde o passado está muito presente através dos olhos de um garoto que vive no tempo de hoje. Uma coisa importante sobre a narrativa é que ela tem o auxílio e o complemento de fotos históricas que se casam muito bem, e ajudam a impulsionar a imaginação de quem está lendo.

Compensa muito a leitura, por ser algo novo e com uma narrativa diferente do que se tem lançado ultimamente.E é viciante. E não, eu não assisti o filme do Tim Burton, por algo mais pessoal em relação às obras dos últimos anos dele. Mas de qualquer forma vale entrar de cabeça neste mundo.

Anúncios

A maravilhosa sensação da descoberta 

  • Olá meu nome Weslei, e faz tempo que não dou as caras, mas depois de vencer a preguiça , e conseguir ouvir aquela voz na minha mente que me grita para fazer algo que quero muito, estou aqui mais uma vez. Mas como esse não é um blog existencial mas sim de cultura pop, vamos ao que interessa. 
  • Muito se fala dos quadrinhos de Super-heróis, de grandes editoras, e dos filmes que estão para ser produzidos, se as adaptações vão ser fiéis e etc. Existem coisas muito boas com diversos contextos que variam bastante, mas ultimamente eu não tenho me ligado muito nisso por um simples motivo. Me apaixonei por algo não tão novo mas bem mais simples.

    HQs autorais que contam histórias de personagens que tem teoricamente uma vida comum, mas que não deixa de ter um teor fantasioso,  ou simplesmente sincero sem deixar de ser lúdico  de um problema do personagem (que por vezes pode ser o próprio autor da HQ).

    Uma das primeiras que eu tive o prazer de ler, muito por curiosidade devido a icônica capa que é bem conhecida.
    Maus conta a história do pai do autor(Art Spiegelman) durante a época do Holocausto, e dos dilemas do autor com o pai dele. A história em si é muito boa, e bem representativa.

    Eu li diversas outras que apesar de diferentes, são muito boas como Persépolis que conta a história da autora Marjane Satrapi sobre como ela cresceu no Irã com seu espírito livre no meio de tanta opressão cultural.

    Sabe são histórias que fogem do comum, e que te inspiram a fazer algo novo, ou simplesmente pensar de maneira diferente do que você está acostumado.

    Mas o que tenho a recomendar é a graphic novel que ganhou meu coração, simplesmente por ser sensacional e linda em vários pontos(especialmente por retratar São Paulo muito bem, e por desenhos e colorização de encher os olhos).Lançada pela Vertigo(o selo adulto da DC comics)e escrita pelos irmãos Fábio Moon e Gabriel Bá, ela se chama Daytriper e conta a história de Brás de Oliva Domingos, e diversas fases de sua vida, e seus diversos e possíveis desfechos.

    Todas essas histórias são muito importantes para mim, e me deixam muito feliz quando descubro algo novo, mas para isso eu tive que andar bastante e ver muita coisa, é falar com muita gente,  a última que eu li foi pílulas azuis, que vale a pena pesquisar,fora outras que se eu fosse citar eu ficaria o dia inteiro aqui(mas não vou esquecer de citar Retalhos do Craig Thompson 😉)

    Muito obrigado e qualquer indicação é muito bem vinda 

    Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos

    Olá, queridos leitores!
    Hoje, 30 de janeiro, como quase ninguém sabe inclusive eu mesma descobri recentemente, comemoramos o “Dia Nacional das Histórias em Quadrinhos”.

    As primeiras histórias em quadrinhos no Brasil, publicadas no século XIX, eram no formato de charge, feitas por Manoel de Araújo Porto-Alegre. Autor que, mais tarde, em 1844, cria uma revista de humor com políticos.
    Em meados de 1860, Angelo Agostini continuou publicando sátiras, ficando conhecido por seus personagens “Zé Caipora” e “Nhô Quim”.

    A primeira revista em quadrinhos do país foi “O Tico-Tico”, lançada em 1905 e criada pelo desenhista Renato de Castro.
    Anos depois, o jornal “A Gazeta” cria um suplemento de quadrinhos, baseado no modelo de jornal americano, que ganhou visibilidade em 1934, devido a criação do suplemento infantil, por Adolfo Aizen, que publicou também as primeiras tiras de aventura “Flash Gordon” no jornal “A Nação”. O suplemento infantil possui publicações brasileiras e estrangeiras.
    Nessa época, Roberto Marinho, do jornal “O Globo” recusou Aizen por achar o custo dos suplementos muito alto, mas, em 1937, volta atrás e lhe propõe uma parceria. Desta vez, Aizen que recusa a ideia e Marinho resolve então lançar “O Globo Juvenil”, com, além dos conteúdos de Djalma Sampaio e Antonio Callado, adaptações de “O Fantasma de Canterville” e “O Mágico de Oz” por Nelson Rodrigues.
    Aizen então cria a revista “Mirim”, primeira no formato comic book. A “Gazetinha” começa a publicar “A Garra Cinzenta”, de Renato Silva, até 1939, as tiras de Nino Borges e Belmonte e diversas adaptações feitas por Messias de Mello.
    “O Globo” lança então “O Gibi”, concorrendo com “O Mirim”, e com o tempo o nome passa a ser sinônimo de histórias em quadrinhos.

    1

    Além das tiras, os nossos queridos super-herois da DC Comics também apareceram nos suplementos. Começando por Slam Bradley, criados pelos futuros criadores do Superman, foi publicado na revista “O Mirim”, em maio de 37. Em dezembro de 38, Superman foi publicado em “A Gazetinha”, em novembro de 40, foi publicado Batman em “O Lobinho” (revista de Aizen para evitar que Marinho utilizasse o nome “O Globinho”).
    Da Timely Comics (uma das empresas que originaria a Marvel Comics), “O Gibi” publicou “Namor” em abril de 40 e “O Guri” publicou “Capitão América” em junho de 43.

    Já na década de 60 surge “Pererê”, de Ziraldo e “A Turma da Mônica”, de Maurício de Souza.
    Em setembro de 1963 é criada a “Folhinha”, por Lenita Miranda de Figueiredo auxiliada por Maurício de Souza, na “Folha de São Paulo”.
    Em 1967 a EBAL (Editora Brasil-América) lança os quadrinhos da Marvel Comics, devido a Rede Bandeirantes ter comprado a série de desenhos animados “The Marvel Super Heroes”. A editora, então, lançou os personagens que apareciam nas animações: Hulk, Thor, Capitão América, Namor, Homem de Ferro e, dois anos depois, Homem Aranha. Outras editoras menores lançaram X-Men, Surfista Prateado, Capitão Marvel e Nick Fury.

    2

    Na década de 70 predominavam os quadrinhos infantis com Maurício de Souza e quadrinistas que produziam histórias de personagens da Disney, como Zé Carioca, e personagens da Hanna-Barbera que a editora adquiria os direitos.
    A Bloch Editores assumiu os títulos da Marvel no Brasil e, diferente da EBAL que tinha apenas alguns, a Bloch assumiu todos os títulos, impedindo que editoras menores publicassem. Publicou também os quadrinhos de terror que a Marvel Comics possuia, abrindo espaço para a produção nacional desse gênero.
    Quadrinhos de humor também marcaram essa época, com o surgimento da revista “Grilo”, que trazia títulos como “Peanuts”, mas a linha da revista é substituída e passam a ser publicadas histórias adultas. Também no gênero de humor, surge a revista “Patota”, que publica histórias de “Mafalda”, “Snoopy”, “Hagar, O Horrível”, “Pernalonga”, entre outros, aos domingos.

    3

    Na década de 80 é lançado “O Menino Maluquinho”, de Ziraldo.
    A Editora Abril assume totalmente os títulos da Marvel e, no mesmo ano de 83, consegue os direiros dos personagens da DC. Lança o “Dicionário Marvel”, uma ou duas páginas publicadas em alguns títulos da Marvel, para que os leitores entendessem melhor as histórias após tantas mudanças de editora.
    Em 86, a Abril começa a publicar histórias mais adultas. Inicialmente utilizava os títulos adultos da Marvel, depois passou a públicar títulos de outros artistas, brasileiros e europeus. Em 88, “Os Trapalhões” passa a ser publidado pela editora.
    Também em 1988 é publicado o primeiro mangá original do Japão, “Lobo Solitário”, pela Cedibra.

    Na década de 90 houve a realização da 1ª e 2ª Bienal de Quadrinhos no Rio de Janeiro e a 3ª em Belo Horizonte, dando visibilidade ao modelo de história.
    Contou com a participação de inúmeros quadrinistas, grandes nomes nacionais e internacionais. Além disso haviam debates, cursos, filmes, RPG e vários tipos de atividades. Foi nessa época que o gênero se firmou no Brasil, revistas informativas começaram a surgir devido ao sucesso de “Os Cavaleiros do Zodíaco” e outros animes que passavam na TV aberta.
    Em 1999 surge a Conrad Editora, que publica o primeiro mangá no formato oriental (com a leitura da direita para a esquerda): “Gen Pés Descalços”.

    Em 2000 e Editora Abril lança uma linha de títulos da Marvel e da DC em revistas de papel especial, com capa cartonada e formato americano, contendo 160 páginas. Porém o novo formato não obteve muitas vendas devido ao considerado alto preço de R$9,90, ah, se fosse hoje em dia…
    A Panini Comics, que já licenciava internacionalmente os títulos da Marvel, passa a cuidar deles no Brasil também em 2002. A Abril então resolve investir na DC Comics, porém, no final do mesmo ano, a Panini assume os títulos da DC também.

    4

    André Forastieri em parceria com a Ediouro cria o selo Pixel Media, que publica os títulos “Corto Maltese”, “Spawn” e outros da Vertigo, Wildstorm e America’s Best Comics, pertencentes a DC Comics. Queriam assumir todos os títulos da DC, pertencentes a Panini, mas Forastieri vendeu sua parte para a própria Ediouro e saiu da sociedade. A editora, que tinha o interesse na Conrad, então desiste dos títulos da DC, que foram publicados integralmente pela Panini.
    Finalmente, em 2007 a Panini passa a publicar também os títulos da “Turma da Mônica”, que até então pertenciam a Editora Globo. Em 2008 a história ganha uma versão adolescente, a “Turma da Mônica Jovem”, em formato de mangá.

    5
    Enfim, só temos que agradecer a todas essas pessoas lindas que trouxeram para o país as histórias que hoje nós tanto amamos e que nos encantam e envolvem de formas tão singulares.
    Um feliz Dia das Histórias em Quadrinhos!

    6

    Especial: Filmes de Natal Ocusteleta

    Falta pouco tempo para o natal, e apesar do que todos dizem é uma das épocas que eu mais gosto no ano, não sei mas mesmo com toda loucura comercial que fica, e com as pessoas desesperadas para comprar presentes de ultima hora um sentimento diferente de todo ano  tenta brotar no ar que bixisse, para com isso menino.

    Uma das melhores coisas do natal, são os especiais de natal não Roberto Carlos eu não estou falando de você, nem com vocês Xuxa, e Didi. Sabe aqueles filmes com temática natalina, ou especiais de seriados e desenhos que você curte, e que no natal fazem uma firulinha maneira por causa dessa época.

    Vamos a alguns filmes clássicos da cultura pop

    O Estranho Mundo de Jack(The Nightmare Before Christmas)

    20099172

    Bom esse é um dos mais conhecidos pela garotada, tanto pelo icônico personagem principal da história, quanto pelo diretor que já foi menos repetitivo sim eu estou falando de Tim Burton não me apedrejem, por favor.  Mas vamos a história, Jack Skellington, o rei do Halloween da Cidade do Halloween, se vê entediado a mais um halloween  sendo a mesma coisa de todos os anos, e com isso decide andar para refrescar as ideias quando se depara com uma floresta cheia de arvores com símbolos em seus troncos, e uma em especial atraiu o nosso rei do hallowen, a  arvore com uma arvore de natal em seu tronco. O que faz nosso herói entrar na arvore e encontrar um mundo totalmente diferente do seu habitual, nesse mundo é natal sempre uma data que Jack desconhece o que o deixa impressionado. Ele vê o Pai Natal e todos os preparativos para a festa, e decide levar o natal para a cidade do Halloween e para seus cidadãos, e para o resto do mundo da sua peculiar forma de ver as coisas.

    O Grinch(How the Grinch Stole Christmas)

    Dr. Seuss' How the Grinch Stole Christmas (2000)

    Grinch é um ser verde mal humorado que odeia o natal, e o espirito de natal. Baseado em um livro infantil homônimo, Conta a história do Grinch um ser verde que quando criança foi achincalhado pelos seus colegas de classe pela sua aparência, com isso decidiu se isolar em uma montanha com seu cachorro carismático o Max, vivendo de bugigangas e lixos. Quando um dia se decide se vingar da cidade Quem, e seus habitantes roubando o natal, Ao mesmo tempo uma garotinha se questiona qual é o verdadeiro espirito natalino, vendo que todos da cidade se preocupam apenas em comprar presentes. O que faz ela se deparar com o nosso mal-humorado ser verde, fazendo com que os dois descubram de uma forma inusitada o espirito natalino.

    Esqueceram de mim(Home Alone)

    Esqueceram de Mim 00

    Um dos maiores clássicos de sessão da tarde dessa época. Imaginem se na pele de um garoto de oito anos no natal, com uma família numerosa, com todos os parentes na sua casa, enchendo o seu saco, com um irmão mais velho chato, e ninguém dando importância para ele.

    Essa é a história de Kevin McCallister no natal em que sua família decide passar o natal em Paris, o garoto se vê perdido nessa confusão, tão perdido que sua própria família esquece ele em casa para viajar e nem se dá conta da sua ausência, até entrar no avião. Kevin fica sozinho em casa pela primeira vez,  o que deixa ele felizão da vida, podendo fazer tudo o que sempre quis sem ninguém para encher o seu saco. O que ele não contava que dois ladrões iam querer assaltar a casa. Agora cabe a Kevin o homem da casa se defender de dois ladrões idiotas.

    Acho que até hoje se eu assistir esse filme eu me divirto um pouco.

    Bom esses são um dos filmes que marcaram bastante os natais da mina vida, fora os especiais de natal dos Simpsons, do Snoopy, dos Flinstones, e de outros desenhos que eu gostava bastante, espero que gostem.

    Goonies, piratas, amizade, infância.

    Por Ocusteleta

    Não sei vocês, mas eu que tenho mais de 20 anos, tenho em uma das minhas melhores lembranças da infância, era sentar no sofá a tarde na minha casa e ver na famigerada Sessão da tarde um filme totalmente sensacional. OS GOONIES

    Goonies-Front

    Um filme que é um dos maiores representantes dos anos 80, tanto pela trilha sonora com um super hit da Cyndi Lauper, como pela história de aventura clássica envolvendo um tema muito legal: Piratas, mas Goonies é muito mais do que isso minha gente, então vamos lá com um pouco da história desse filme.

    Uma turminha do Barulho Mickey, Brand, Bocão, Dado, e Gordo moradores da Goon Docks, um lugar que está prestes a ser demolido, um lugar meio que no subúrbio da cidade de Oregon, que tem um grupo de garotos citados acima, que se auto intitulam os Goonies, esse grupo de garotos estão prestes a perder suas casas, com isso eles talvez precisem mudar de cidade, talvez se separar dos seus amigos, mas a ultima esperança aparece quando Mickey acha um mapa do tesouro de Willy Caolho, um dos piratas que seu pai contava histórias para ele, e nisso eles decidem ir atrás dessa esperança como uma ultima aventura desse grupo prestes a se separar.

    Goonies fala de muitas coisas, mas uma das coisas que mais marca nesse filme é o espirito de amizade que está presente em toda a história, o que nos faz lembrar aquelas aventuras com aqueles amigos de infância que ficaram para traz, e todos os momentos legais que passamos com essas pessoas ou com outras que de certa forma marcaram e desenvolveram nosso senso de amizade, assim como caráter e coisas que hoje te definem como pessoa.

    Saiu uma nova edição do filme em Bluray, com diversos extras, e coisas maneiras para quem é fã esses dias. E também um livro que foi lançado pela Dark Side Books que conta a história do filme.

    Watch Dogs, o futuro amor de todo stalker

    Imagine um mundo como o nosso, com pessoas como as nossas, com a mesma tecnologia que a nossa, com celulares, carros, computadores,(enfim tudo igual), e com pessoas paranoicas pensando que são observadas e controladas por uma grande corporação ou pelo governo(mais fiel a nossa realidade que isso não pode existir). Bom agora adicione a tudo isso uma tecnologia que pode hackear quase ou absolutamente tudo em sua volta, um vigilante em uma grande cidade como Chicago tentando fazer justiça com essa tecnologia. Se você já ouviu falar sobre Watch Dogs(o que não é difícil) acertou em cheio.

    Watch-Dogs-Wallpaper-HD

    Watch Dogs é uma das grandes apostas para a nova geração de consoles, e para 2014 da Ubisoft, a produtora de grandes sucessos como Assassins Creed, Rayman, Splinter Cell, Far Cry, Prince of Persia, entre outros. Agora transporta você para esse mundo paranoico que a gente vive através da possiblidade de controlar boa parte da tecnologia a sua volta por um smartphone, além de um mundo aberto de grandes proporções, e gráficos que prometem pela perfeição de detalhes.

    Nesse jogo privacidade não vai existir para ninguém, afinal você pode controlar câmeras, celulares pessoais, sistemas de segurança, e todas essas paradinhas que a gente vive cercado e quase não se imagina vivendo sem elas, um verdadeiro jogo feito para stalkers. Você pode descobrir quase tudo sobre quem você vai hackear, como ficha criminal, musicas favoritas, e alguns detalhes sórdidos da vida dessa pobre pessoa, ou simplesmente vigiar casais em seus apartamentos ou casas pelas câmeras das ruas.

    A movimentação é uma mistura de Assassin Creed e Splinter Cell, o que já promete muito. Vamos esperar o lançamento para avaliar melhor esse jogo.

    O lançamento do jogo era esperado para novembro de 2013, mas foi adiado pela produtora para refinar mais o jogo para o inicio de 2014.

    Uns dragões, uma flecha, e um joelho

    Olá garotada, estou de volta aqui nesse tão humilde blog, para protestar falar de um dos jogos mais sensacionais que já lançaram nesses últimos cinco anos. Sim eu vou falar de Elders Scrols V –Skyrim.  O jogo que vai tirar sua vida social pelos últimos dez anos se você tentar fazer tudo nesse jogo.

    Skyrim começa quando o líder da rebelião Stormcloak, Ulfric é preso e está sendo levado em uma carroça para ser executado pela guarda imperial de Tamriel. E adivinha quem está sendo levado junto com esse cara para ser executado também? Sim é você mesmo. Que não tem nome, nem raça, nem profissão enfim você é um ninguém até te perguntarem.  Esse momento é um dos melhores do jogo, pois o jogo te dá uma gama de opções para a criação de seu personagem, que você pode ser quem você quiser, dentro das opções de raças do mundo de Elders Scrols.

    ulfric-stormcloak-top-10

    Após você montar seu personagem, a historia prossegue com a sua execução quando BUM, um enorme dragão preto que veio para vandalizar destruir tudo, e por consequência interromper sua execução, e a do líder da rebelião Stormcloak, que foge junto com você no meio da bagunça. Nesse momento é te dada à opção de fugir com os Imperiais, ou com os Storcloaks.

    Nesse jogo você está em um dos países do mundo de Tamriel, Skyrim um país onde os Nordicos são os povos originários dessa terra fria, que está sendo abalada por um conflito civil entre os Stormcloaks, e os Imperiais. Que lutam pelo controle e pelos costumes de Skyrim. Fora o sentimento de ódio contra os altos elfos de Aldmeri Dominion que venceram a guerra contra o império banindo o culto ao Deus nórdico Talos.

    ES_Panel1

    ImperiaisX Stormcloaks

    E no meio dessa guerra os dragões já extintos voltam dos mortos para tentar destruir todo o mundo, liderados por Alduin o dragão preto vândalo de execuções. E nesse tempo você descobre que você é um ser matador de dragões, que absorve a alma deles aprendendo a gritar feito um. Ou seja, você é o salvador dessa terra em desolação.

    2902790-alduin

    Alduin

    Elders Scrols V é um dos jogos mais ricos que foram criados nesses últimos anos, pois ele te dá a opção de ser quem você quiser, e viver uma vida de um personagem que pode ser um herói, ou um dos maiores vilões de todos os tempos. Sem falar de todo conteúdo que foi criado para ele, como a quantidade imensa de livros no próprio jogo que você pode ler para se instruir sobre a historia desse tão vasto mundo.

    Esse jogo caiu tanto na cultura popular, que no ano de seu lançamento uma das coisas que mais se ouvia é que alguém costumava a ser um aventureiro como você até levar uma flecha no joelho.(Fala da maioria dos guardas das cidades de Skyrim).

    i-used-to-be-an-adventurer-like-you-but-then-i-took-an-arrow-in-the-knee-thumb

    Mas um dos problemas desse jogo é que você nunca vai conseguir terminar esse jogo 100% devido à infinidade de side quests que você encontra para fazer, você ganha objetivos simplesmente pelo fato de conversar com algum personagem, que provavelmente vai pedir para você quebrar um galho para ele.  Eu mesmo até hoje não consegui terminar tudo desse jogo. Mas recomendo para quem tiver disposição e vontade de se divertir a longo prazo.

    Aqui vai um vídeo de uma das musicas mais celebres do jogo.